MEU CARRINHO

item(s)

X
Banner

Óleo Essencial

Filtros
Limpar todos
    Aplicar filtros
    Você já pensou no impacto que pequenas escolhas diárias podem ter na sua saúde? Os óleos essenciais são uma opção incrível para quem busca bem estar de forma natural e poderosa.

    Isso porque os óleos essenciais têm princípios ativos que estimulam a produção de hormônios e outras substâncias positivas no seu cérebro, contribuindo para a sua saúde física e bem estar de forma natural e medicinal.

    Você pode se perguntar: o que são, afinal, esses óleos essenciais? São substâncias naturais extraídas da estrutura das plantas, carregando consigo um sumo volátil com diversos benefícios terapêuticos. Comumente utilizados em aromaterapia, esses óleos têm o poder de transformar o ambiente e tratar o corpo.

    Óleo Essencial de Aromaterapia e Autocuidado em Promoção

    Quais os benefícios do óleo essencial?


    Bom, cada óleo essencial possui um benefício diferente na aromaterapia, pois depende da planta na qual foi extraído, certo?

    No entanto, podemos dividir os benefícios dos óleos essenciais em dois grupos: benefícios emocionais e medicamentosos.

    Em linhas gerais e levando em consideração todas as plantas que originam óleos essencial, veja os principais benefícios deles:

    Benefícios Emocionais:


  • Estimula a energia e concentração;
  • Purifica o ambiente;
  • Promove o relaxamento e ajuda a aliviar o estresse e a ansiedade;
  • Melhora o humor e proporciona uma sensação de bem estar;
  • Ajudam na concentração e no foco;
  • Tem efeito calmante que diminui a irritabilidade e a tensão nervosa;

  • Benefícios Medicamentosos:


  • Ajuda na cicatrização de feridas;
  • Tem propriedades antissépticas, melhorando a acne e a saúde da pele;
  • Tem propriedades antibacterianas e antifúngicas, sendo utilizados em tratamentos de infecções, fungos e micoses;
  • Melhora a qualidade do sono e combate a insônia;
  • Melhora a saúde respiratória, além da rinite alérgica e sinusite;
  • Apoia o sistema imunológico;
  • Alivia dores musculares, nas articulações e cefaleias;
  • Tem propriedades anti-inflamatórias, reduzindo inflamações e inchaços;
  • Melhora a circulação sanguínea;
  • Auxilia na regulação do sistema digestivo.

  • Como saber se um óleo essencial é de qualidade?


    Esse é um assunto importante!

    De fato, existem diversos óleos essenciais no mercado.

    No entanto, para saber se um óleo essencial é confiável, é muito importante você conhecer a procedência dele.

    Até porque, como é um sumo extraído de plantas, o ideal é que ele passe por um processo rigoroso para garantir que ele não foi adulterado, concorda?

    Você consegue notar isso olhando se o fabricante adicionou um composto químico sintético.

  • Por exemplo: quando acrescentam acetato de linalina na lavanda, que é a molécula que auxilia o relaxamento;
  • Outro exemplo: quando misturam óleo essencial com a fragrância sintética da mesma planta. Isso não torna o produto puro e terapêutico, entende?

  • E mesmo se você olhar apenas os laudos de cromatografia, eles por si só não são suficientes, porque o que vale para saber se ele é puro é identificar se a procedência é natural ou sintética.

    No entanto, os laudos de cromatografia só apresentam a quantidade de cada composto químico na fórmula, não apresentando a procedência.

    Então, para você descobrir a procedência, é preciso olhar a composição e origem no rótulo do óleo essencial!

    Óleos essenciais limpos não possuem compostos químicos sintéticos na sua composição. E isso, consequentemente, pode elevar o valor do óleo essencial.

    Então, antes de adquirir um óleo essencial para aromaterapia, observe esses pontos:

    1) Rótulo do Óleo Essencial:


    Como explicamos acima, é fundamental observar a procedência do óleo essencial, ou seja, procurar pelo:

  • Nome científico da espécie;
  • Local de origem e colheita;
  • Método de extração.

  • 2) Valor do Produto:


    Os óleos essenciais não são apenas um cheirinho gostoso para o ambiente, eles são tratamentos!

    Por isso, desconfie de óleos essenciais baratos, pois há o risco dele não ser puro (ou seja, estar adulterado).

    3) Origem da Colheita:


    Assim como a origem das uvas influencia na qualidade do vinho, a origem das plantas influencia na qualidade do óleo essencial.

    Vamos voltar ao exemplo da lavanda.

    A depender do clima, da altitude e da umidade onde a lavanda foi plantada, a qualidade do óleo essencial será melhor ou pior.

    Fora isso, as 3 variações mais conhecidas no mundo dela são: as lavandas colhidas na França, as lavandas colhidas na Bulgária e Lavandin. A diferença entre elas é, basicamente, a altitude.

  • Lavanda da França: é a mais usada e conhecida dentre as 3 variações de lavanda;
  • Lavanda da Bulgária: é colhida numa altitude mais alta e, por isso, é considerada a lavanda de melhor qualidade, pois possui a maior quantidade de componentes químicos na lavanda;
  • Lavandin: é a mais simples e não possui uma qualidade tão boa quanto as lavandas colhidas na França ou na Bulgária. Além disso, você percebe a diferença pelo cheiro, que é mais canforado.

  • A nossa lavanda é colhida na Bulgária.

    4) Sustentabilidade e Práticas Éticas:


    Empresas que adotam práticas sustentáveis e éticas, como o cultivo orgânico e o comércio justo também devem ser levados em consideração.

    Isso garante que as plantas não possuem agrotóxicos e fertilizantes químicos que podem influenciar na qualidade do óleo essencial.

    5) Pesquisa e Desenvolvimento:


    Busque empresas que foquem em testes e estudos científicos que comprovem que o uso do remédio natural realmente funciona.

    Ou seja, que garantem a eficácia dos óleos essenciais, buscam o aprimoramento dos métodos de extração e da qualidade das plantas.

    6) Embalagem e Armazenamento:


    Esse é um cuidado muito importante para evitar a oxidação do óleo essencial.

    A embalagem do óleo essencial para aromaterapia precisa ser escura, de alta qualidade e seguras para proteger da luz e do ar.

    O mesmo cuidado deve existir após abrir o óleo essencial, que deve ficar longe da umidade e do calor. Alguns, inclusive, devem ser mantidos na geladeira para não se oxidarem!

    Quem pode usar óleo essencial para aromaterapia?


    Contudo, é importante dizer que não é porque o óleo essencial é natural, que ele é seguro para todas as pessoas!

    Em primeiro lugar, para você fazer aromaterapia, consulte um aromaterapeuta ou o seu médico, tudo bem?

    Inclusive, as grávidas, lactantes e pessoas com certas condições de saúde também precisam confirmar se podem fazer uso dos óleos essenciais para aromaterapia.

    Além disso, usar óleos essenciais requer cuidados muito importantes, como:

    1) Toxicidade:


    Os óleos essenciais são muito concentrados e alguns são tóxicos se você usar incorretamente!

    Para você ter uma ideia, o óleo essencial de uma planta é 50 a 100 vezes mais concentrado do que a própria planta.

    E ainda, existem óleos essenciais para aromaterapia dermoabrasivos (irritam a pele) e fotoagressivos (causam queimaduras).

    Por isso, preste muita atenção quando aplicar um óleo essencial para evitar prejuízos à saúde!

    2) Diluição:


    Diluir o óleo essencial em um meio carreador é fundamental para a sua segurança, principalmente se tratando da toxicidade deles.

    Por isso, você deve diluir o óleo essencial em um dos meios abaixo:

  • Cremes e loções;
  • Óleos vegetais;
  • Shampoos;
  • Sabonetes líquidos;
  • Géis;
  • Álcool 96%.

  • 3) Duração e frequência de uso:


    Além da própria diluição que falamos acima, outro ponto importante é a frequência e por quanto tempo você vai usar o óleo essencial!

    O tempo de uso de determinado óleo essencial ou da sinergia com mais de um óleo é fundamental para evitar a superdosagem ou para que seu organismo não se acostume com ele.

    Por isso, estabeleça um período de tratamento de acordo com a sua necessidade, ok?

    4) Genética:


    Por fim, a genética também influencia no uso dos óleos essenciais.

    Então, antes de começar a usar, faça um teste para garantir que você não tem sensibilidade ao óleo essencial escolhido!

    Isso garante que você não será surpreendida com uma reação alérgica ou uma irritação indesejada.

    Formas de uso dos óleos essenciais para aromaterapia:


    A boa notícia é que os óleos essenciais são muito versáteis e você tem diversas formas para incluir na sua rotina!

    Veja as principais formas de uso dos óleos essenciais para aromaterapia:

  • No banho, banheira ou fazer banho de assento;
  • Em cremes, argila, géis e shampoos;
  • Para fazer escalda pés ou fricção plantas;
  • Em nebulizações e vaporizações;
  • Durante massagens corporais;
  • Em colares aromáticos;
  • Em difusores elétricos sem água;
  • Em compressas de pano com água quente.

  • Bom, agora é sua vez!

    Experimente os óleos essenciais na sua rotina e descubra como pequenas escolhas podem fazer grandes diferenças na sua vida.

    Se cuide!
    Ordenar por
    Mais Vendidos
    Aplicar

      Produtos encontrados: 10 Resultado da Pesquisa por: em 4 ms

      Itens por página:

      Produtos selecionados para comparar: 0Comparar

      Produtos encontrados: 10 Resultado da Pesquisa por: em 4 ms

      Itens por página:

      Produtos selecionados para comparar: 0Comparar